Onefootball
Ian Chicharo Gastim

Tóquio 2021: conheça jogadores que podem surgir na seleção olímpica


Com o adiamento das Olimpíadas de Tóquio para 2021, a seleção brasileira pode sofrer  com uma série de baixas no torneio.

Se não houver mudança no limite da idade dos jogadores, medida ainda em estudo pela Fifa,  o técnico André Jardine não poderá contar com jogadores como Gabriel Jesus e Lucas Paquetá, que vão estourar o limite de 23 anos em 2021.

Pensando nisso, o Onefootball preparou uma lista de jovens promessas do futebol brasileiro, do gol ao ataque, que podem surgir na Olimpíada no ano que vem. Confira a seguir


Ataque

Gabriel Veron

FBL-U17-WC-2019-BRA-MEX-1585155112.jpg

Foto: MIGUEL SCHINCARIOL/AFP via Getty Images

O status de jogador sub-19 mais valioso da América do Sul não é à toa. Avaliado em 25 milhões de euros, o jovem atacante do Palmeiras já está no profissional e foi o grande protagonista do título da seleção brasileira no Mundial Sub-17, em 2019.

Kaio Jorge

Defensa-y-Justicia-v-Santos-Copa-CONMEBOL-Libertadores-2020-1585155511.jpg

Foto: Marcelo Endelli/Getty Images

Todo ano o Santos mostra para o futebol mundial suas promessas de craques. E o novo ‘raio’ é Kaio Jorge, artilheiro e campeão da última Copa do Mundo sub-17. Já atuando no profissional do Peixe, o atacante é constantemente sondado por clubes europeus, como a Juventus, e tem multa rescisória no valor de R$ 470 milhões.

Renyer

View this post on Instagram

🤙🤩

A post shared by Renyer Oliveira🇧🇷 (@renyer011) on

 

Desde os 9 anos no Santos, Renyer é mais um Menino da Vila que pode pintar em Tóquio. O atacante de apenas 16 anos encantou o técnico Jesualdo Ferreira e tem multa avaliada em R$ 450 milhões.

Apesar de uma lesão no joelho, que vai obrigá-lo a passar por cirurgia, o Santos conta com o jovem no elenco principal na temporada, tanto que inscreveu o menino na Libertadores.

Talles Magno

 

Com 17 anos, Talles Magno é hoje o xodó da torcida do Vasco. Presença constante em convocações para seleções de base, o atacante é visto como a salvação financeira do Cruz-maltino em 2020.

Uma lesão no pé, no entanto, esfriou o interesse de clubes europeus no jogador. Mesmo assim, a certeza é de que, quando se recuperar, Talles volte a ser destaque no clube e, possivelmente, na seleção olímpica.


Meio-campo

Reinier

View this post on Instagram

Doblete ⚽️⚽️ Seguimos equipo💪🏽🤍💙

A post shared by Reinier Jesus (@reinier.jesus) on

Formado nas categorias de base do Flamengo, Reinier encantou Jorge Jesus e foi constantemente utilizado no rubro-negro, até ser vendido para o Real Madrid por R$ 136 milhões, no início de 2020.

Com estilo de jogo comparado ao de Kaká, o meia é uma das grandes esperanças para o futuro da seleção brasileira. Sua presença em Tóquio, inclusive, é considerada quase certa, se conseguir a liberação do clube espanhol.

Miguel

FBL-SUDAMERICANA-FLUMINENSE-LACALERA-1585157310.jpg

Foto: CARL DE SOUZA/AFP via Getty Images

Jogador mais novo a entrar em campo como atleta profissional pelo Fluminense, Miguel é a grande aposta das divisões de base do Tricolor. Não é por acaso que sua multa rescisória está na casa dos R$ 160 milhões.

Com um estilo que combina classe e habilidade, o jovem de apenas 16 anos, que tem diversas passagens por seleções de base, subiu direto do sub-17 para o time principal do Flu e virou o maior xodó da torcida.

Gabriel Menino

FBL-U20-COL-BRA-1585157556.jpg

Foto: CLAUDIO REYES/AFP via Getty Images

Entre os garotos promovidos em 2020 no Palmeiras, Gabriel Menino é o que tem tido mais oportunidades. Ainda que seja meio-campista, ele tem agradado pela versatilidade, ao também atuar como lateral direito.

Para se proteger do assédio de clubes europeus, o Alviverde renovou o contrato do jovem de 19 anos já nos primeiros meses no profissional. O vínculo era até setembro de 2023 e, agora, foi estendido até dezembro de 2024.

Patrick de Paula

Palmeiras-v-Guarani-PAR-Copa-CONMEBOL-Libertadores-2020-1585157841.jpg

Foto: Alexandre Schneider/Getty Images

Campeão Brasileiro e da Copa do Brasil pelo Sub-20 do Palmeiras, Patrick vem acumulando boas atuações no estadual sob o comando de Vanderlei Luxemburgo.

Após ser destaque da Taça das Favelas no Rio como meia, jogador se tornou volante no Alviverde, aliando técnica e habilidade à marcação.


Defesa

Yan Couto

Campeão com a seleção sub-17 em 2019, Yan Couto é considerado uma das maiores revelações da história do Coritiba. Negociado pelo Coxa com o Manchester City, o lateral direito pode receber até R$ 60 milhões aos cofres do clube.

Yan deve se apresentar em junho na Inglaterra, quando ele completa 18 anos e a janela de transferências abre na Europa, caso a situação do coronavírus se normalize.

Luan Candido

RB-Leipzig-v-FC-Zuerich-Pre-Season-Friendly-1585158277.jpg

Foto: Boris Streubel/Bongarts/Getty Images

Considerado uma das maiores promessas das categorias de base do Palmeiras, Luan nem chegou a estrear como profissional no clube. O lateral esquerdo acabou vendido em março do ano passado ao RB Leipzig por cerca de R$ 34 milhões.

Com um futebol que alia eficiência na defesa e força ofensiva, o jogador é uma das apostas do Brasil para ocupar a lateral esquerda da seleção brasileira.

Cacá

Apesar da fase ruim do Cruzeiro, Cacá tem conseguido se destacar pela Raposa. Zagueiro de qualidade técnica e agilidade, ele tem conseguido mais chances no time titular em 2020.

Desde 2018 nos profissionais, o zagueiro integrou o elenco que conquistou os títulos do Mineiro e da Copa do Brasil daquele ano.

Walce

Sao-Paulo-v-Flamengo-Brasileirao-Series-A-2019-1585158793.jpg

Foto: Miguel Schincariol/Getty Images

Aos 21 anos, Walce ainda deve ficar um tempo parado devido a uma lesão no joelho. O adiamento dos Jogos Olímpicos, no entanto, faz do zagueiro do São Paulo um forte concorrente a uma vaga em Tóquio em 2021.

Com presença constante em seleções de base, o jogador se destaca pela segurança e força física.


Gol

Matheus Cunha

Goleiro de destaque na base do São Paulo, Matheus Cunha já vem sendo convocado para seleções de base do Brasil e esteve, inclusive, na última lista do técnico André Jardine para o sub-20.


Além dos nomes citados acima, o Brasil tem excelentes jogadores que poderiam integrar a seleção olímpica em Tóquio.

Jogadores como Vinícius Jr e Rodrygo, do Real Madrid, Paulinho, do Bayer Leverkusen, e Gabriel Martinelli, do Arsenal, dependem da liberação dos clubes europeus. É válido ressaltar que nem sempre essa liberação acontece.


Foto de destaque: MIGUEL SCHINCARIOL/AFP via Getty Images