Onefootball
Matheus Palmieri

Sem dinheiro, Santos vive drama por calote de empréstimos


Peixe não recebeu valores pelos negócios de jogadores como Cléber Reis, Rafael Longuine e Rodrigão, por exemplo

O Santos vive o dilema de buscar reforços sem dinheiro. Isso, no entanto, passa pelo calote de alguns clubes com o Peixe na temporada passada. Segundo o UOL, várias equipes não pagaram o valor do empréstimo ou a parte dos salários em que se comprometeram com o Alvinegro em 2018. Isso acabou gerando um problema de fluxo de caixa ao Santos.

O caso mais emblemático foi do Paraná. O lanterna do último Brasileirão não pagou parte dos salários do zagueiro Cléber Reis na última temporada. Em abril, ele foi emprestado com os vencimentos divididos entre as equipes – R$ 100 mil para os paranaenses e R$ 125 para os alvinegros, mas o Tricolor só honrou o acordo nos meses iniciais. Isso sem falar que o empréstimo de Cléber ao Coritiba em 2017 ainda não foi depositado pelo Coxa.

Além do defensor, o Peixe deixou de receber do Guarani, em relação aos negócios com Rafael Longuine e Matheus Oliveira, do Avaí, sobre Rodrigão, e do América-MG, a respeito de Leandro Donizete. O Bugre admitiu o débito e afirmou que quitará até o fim de janeiro, enquanto o Avaí afirma que os salários do centroavante eram de responsabilidade do Peixe.