Onefootball
Mateus Alves

Ranking: veja quantas vezes seu time teve o artilheiro do Brasileirão


Gabigol fechou o primeiro turno do Campeonato Brasileiro com 16 gols e, com isso, deu um enorme passo para terminar o torneio como artilheiro pelo segundo ano consecutivo. E, se continuar nesse ritmo, o atacante do Flamengo pode até ameaçar o recorde de Washington, que marcou 34 gols na edição de 2004.

Com seis tentos a mais do que Gilberto, do Bahia, Gabigol tem tudo para colocar o clube rubro-negro pela sexta vez no topo da artilharia do Brasileirão. Antes dele, Zico (duas vezes), Ademar, Nunes e Adriano foram goleadores do torneio nacional usando a camisa flamenguista.

O clube que teve mais vezes o artilheiro do Brasileirão, com sobras, é o Santos, que obteve essa honraria 13 vezes, seis a mais do que os segundos colocados, Atlético-MG e Vasco. O levantamento feito pelo OneFootball inclui Taça Brasil e Torneio Roberto Gomes Pedrosa, torneios equiparados em 2010 pela CBF ao Campeonato Brasileiro.

A vantagem santista é tão grande que o clube alvinegro lidera a lista mesmo se dela forem retirados a Taça Brasil e o Robertão. Desde 1971, ano da criação do Campeonato Brasileiro com esse nome, o Santos teve o goleador oito vezes.

Veja quais são os clubes com mais artilheiros do Brasileirão:

  • Santos – 13 vezes
  • Atlético-MG e Vasco – 7 vezes
  • Flamengo – 5 vezes
  • Fluminense e São Paulo – 4 vezes
  • Botafogo, Goiás, Grêmio, Guarani e Internacional – 3 vezes
  • América-RJ, Athletico-PR, Bahia, Náutico – 2 vezes
  • Corinthians, Coritiba, Cruzeiro, Confiança, Fortaleza, Palmeiras, Paraná, Ponte Preta, Santa Cruz, São Caetano, Sport e Treze-PB – 1 vez

Todos os artilheiros, ano a ano (inclui Taça Brasil, Torneio Roberto Gomes Pedrosa e Campeonato Brasileiro):

  • 1959 – Léo (Bahia) – 8 gols
  • 1960 – Bececê (Fortaleza) – 8 gols
  • 1961 – Pelé (Santos) – 9 gols
  • 1962 – Coutinho (Santos) – 7 gols
  • 1963 – Ruiter (Confiança) – 9 gols
  • 1964 – Pelé (Santos) – 8 gols
  • 1965 – Bita (Náutico) – 9 gols
  • 1966 – Toninho Guerreiro (Santos) e Bita (Náutico) – 10 gols
  • 1967 – Chicletes (Treze-PB) – 9 gols*
  • 1967 – César (Palmeiras) e Ademar (Flamengo) – 15 gols**
  • 1968 – Ferretti (Botafogo) – 7 gols*
  • 1968 – Toninho Guerreiro (Santos) – 18 gols**
  • 1969 – Edu (América-RJ) – 25 gols
  • 1970 – Tostão (Cruzeiro) – 12 gols
  • 1971 – Dario (Atlético-MG) – 15 gols
  • 1972 – Dario (Atlético-MG) e Pedro Rocha (São Paulo) – 17 gols
  • 1973 – Ramón (Santa Cruz) – 21 gols
  • 1974 – Roberto Dinamite (Vasco) – 16 gols
  • 1975 – Flávio (Internacional) – 16 gols
  • 1976 – Dario (Internacional) – 16 gols
  • 1977 – Reinaldo (Atlético-MG) – 28 gols
  • 1978 – Paulinho (Vasco) – 19 gols
  • 1979 – César (América-RJ) – 13 gols
  • 1980 – Zico (Flamengo) – 21 gols
  • 1981 – Nunes (Flamengo) – 16 gols
  • 1982 – Zico (Flamengo) – 20 gols
  • 1983 – Serginho Chulapa (Santos) – 22 gols
  • 1984 – Roberto Dinamite (Vasco) – 16 gols
  • 1985 – Edmar (Guarani) – 20 gols
  • 1986 – Careca (São Paulo) – 25 gols
  • 1987 – Evair (Guarani) e Müller (São Paulo) – 10 gols
  • 1988 – Nílson (Internacional) – 15 gols
  • 1989 – Túlio (Goiás) – 11 gols
  • 1990 – Charles (Bahia) – 11 gols
  • 1991 – Paulinho McLaren (Santos) – 15 gols
  • 1992 – Bebeto (Vasco) – 18 gols
  • 1993 – Guga (Santos) – 15 gols
  • 1994 – Amoroso (Guarani) e Túlio (Botafogo) – 19 gols
  • 1995 – Túlio (Botafogo) – 23 gols
  • 1996 – Paulo Nunes (Grêmio) e Renaldo (Atlético-MG) – 16 gols
  • 1997 – Edmundo (Vasco) – 29 gols
  • 1998 – Viola (Santos) – 21 gols
  • 1999 – Guilherme (Atlético-MG) – 28 gols
  • 2000 – Adhemar (São Caetano) – 22 gols
  • 2001 – Romário (Vasco) – 21 gols
  • 2002 – Luís Fabiano (São Paulo) e Rodrigo Fabri (Grêmio) – 19 gols
  • 2003 – Dimba (Goiás) – 31 gols
  • 2004 – Washington (Athletico-PR) – 34 gols
  • 2005 – Romário (Vasco) – 22 gols
  • 2006 – Souza (Goiás) – 17 gols
  • 2007 – Josiel (Paraná) – 20 gols
  • 2008 – Washington (Fluminense), Keirrison (Coritiba) e Kléber Pereira (Santos) – 21 gols
  • 2009 – Adriano (Flamengo) e  Diego Tardelli (Atlético-MG) – 19 gols
  • 2010 – Jonas (Grêmio) – 23 gols
  • 2011 – Borges (Santos) – 23 gols
  • 2012 – Fred (Fluminense) – 20 gols
  • 2013 – Éderson (Athletico-PR) – 21 gols
  • 2014 – Fred (Fluminense) – 18 gols
  • 2015 – Ricardo Oliveira (Santos) – 20 gols
  • 2016 – Fred (Atlético-MG), William Pottker (Ponte Preta) e Diego Souza (Sport) – 14 gols
  • 2017 – Jô (Corinthians) e Henrique Dourado (Fluminense) – 18 gols
  • 2018 – Gabigol (Santos) – 18 gols

* Taça Brasil
** Torneio Roberto Gomes Pedrosa


Foto: Bruna Prado/Getty Images