Onefootball
Marcos Monteiro

Os dez clubes que mais gastaram na janela de transferências


Quatro das cinco principais ligas de futebol da Europa finalizaram seus períodos de transferências na última segunda-feira (2). A única excessão foi a Inglaterra, que já havia fechado a janela no dia 31 de julho.

Assim, é hora de fazer as contas e ver: quais foram os dez times que mais gastaram nesta janela de transferências?

O maior gastador do ano foi o Real Madrid. Conhecido por suas contratações extravagantes, os blancos estavam tímidos no mercado há algum tempo. Porém, neste ano voltaram com tudo.

Os gastos do Real chegaram aos 307,5 milhões de euros (R$ 1,3 bilhão), superando a temporada 2009/10, até então quando o time tinha mais investido em novos jogadores.

Naquele ano, o time de Madrid havia contratado Cristiano Ronaldo e Kaká. O total de gastos chegou aos 258 milhões de euros.

A Premier League, campeonato que mais investe em contratações, emplacou apenas quatro times no top10.

Confira o ranking:

  1. Real Madrid – R$ 1,3 bilhão
  2. Barcelona – R$ 1,16 bilhão
  3. Atlético de Madrid – R4 1,1 bilhão
  4. Juventus –  R$ 857 milhões
  5. Man. City – R$ 764 milhões
  6. Man. United – R$ 723 milhões
  7. Sevilla – R$ 722 milhões
  8. Inter de Milão – R$ 705 milhões
  9. Arsenal – R$ 693 milhões
  10. Aston Villa – R$ 676 milhões

CD-Leganes-v-Club-Atletico-de-Madrid-La-Liga-1567609154.jpg

Gonzalo Arroyo Moreno/Getty Images

Uma das surpresas na lista é o Atlético de Madrid. O time, que costuma comprar jogadores menos badalados, mas montar grandes equipes, investiu pesado.

A maior contratação desta janela é dos colchoneros: João Félix deixou o Benfica para jogar no clube espanhol por 126 milhões de euros (R$ 573 milhões), tornando-se uma das contratações mais caras da história.


Foto: Josep Lago/AFP/Getty Images