Onefootball
Robert Born

💭 Opinião: Empate com sabor de goleada, mas semifinal está aberta


O primeiro jogo entre brasileiros na semifinal da Libertadores terminou e nem Flamengo, tampouco Grêmio, conseguiram colocar um pé na grande decisão da competição continental.

O Flamengo dominou o primeiro tempo, é verdade. Fazer quatro gols e sair de campo com um empate é frustrante. O Grêmio, por sua vez, mostrou que pode reagir, porém reagir com tanta demora pode custar-lhes o sonho de mais uma final.

A capa do jornal Lance! desta manhã destaca que o resultado foi injusto para os cariocas. Mas foi mesmo?

O VAR foi o protagonista, óbvio. Mas digo mais. Graças ao VAR, ainda teremos um jogo para assistir no Maracanã. Com um 4 x 1 para o Flamengo no primeiro duelo, alguém acredita que os cariocas poderiam ser eliminados na semifinal?

Renato Gaúcho é um homem experiente, tanto dentro das quatro linhas quanto como técnico. Ele não mede palavras e sabe o potencial que seu time tem. Manteve o discurso de que o Flamengo é o favorito, jogando a responsabilidade para Jorge Jesus, mas lembrou das quartas de final diante do Palmeiras. Depois de perder por 1 x 0 em Porto Alegre, eliminou um dos maiores elencos do país na casa adversária. E é exatamente isso que o Grêmio tem pela frente: Eliminar o elenco mais completo do Brasil.

O Flamengo precisa manter o ritmo e ímpeto do primeiro tempo. O Grêmio verá o VT da partida e descobrirá como jogar no Maracanã e o que deu certo no segundo tempo.

Portanto, meus caros e caras, a semifinal ainda está aberta. O grito de “classificado” não sairá da boca de ninguém até o apito final do árbitro na noite de 23 de outubro de 2019.


Foto: Buda Mendes/Getty Images