Onefootball
Robert Born

Jogadores não usados no Flamengo custam R$2 milhões por mês


Em comparação, Paraná tem uma folha de pagamentos de R$ 1 milhão por mês.

Mesmo com a saída de Vinicius Júnior, o Flamengo ainda tem um dos elencos mais completos do Brasileirão. Mas manter este elenco custa caro.

O clube tem cinco jogadores que têm poucas oportunidades de brilhar com a camisa rubro-negra. De acordo com o site Uol Esporte, estes jogadores custam quase R$ 2 milhões por mês aos cofres do clube.

São eles: o lateral-esquerdo Miguel Trauco, os volantes Rômulo e Willian Arão, o atacante Geuvânio e o centroavante Henrique Dourado. Juntos, eles recebem R$ 1,8 milhão por mês.

Fluminense-v-Flamengo-Brasileirao-Series-A-2017-1533728183.jpg

Trauco perdeu espaço para Renê e o lateral até chegou a dizer que queria sair do clube, mas nenhuma oferta chegou na Gávea. Este ano ele jogou em apenas seis partidas e, na última, contra o São Paulo, atuou por 14 minutos.

Rômulo e Willian Arão iniciaram a temporada do ano passado como titulares, mas o primeiro perdeu a posição para Márcio Araújo. Arão foi bem no ano, mas começou este com uma lesão e demorou a se recondicionar fisicamente, abrindo espaço para o atual esquema tático, com apenas um volante – Jean Lucas roubou sua vaga. Rômulo jogou oito partidas e Willian 11.

FBL-LIBERTADORES-FLAMENGO-SANTAFE-1533728227.jpg

Henrique Dourado vive uma situação inesperada. É o segundo que mais marcou atrás de Vinicius Júnior. Desde a pausa da Copa, não assume a posição ficando atrás de Guerrero, Fernando Uribe e Lincoln. O Ceifador atuou apenas três minutos nos últimos seis jogos.