Onefootball
André Gonçalves

📽 Demasiado Brasil para tão pouco Japão


O Brasil não deu chances para uma frágil equipe do Japão, vencendo por uns claros 3-1.

Em mais um teste para os comandados de Tite na caminhada rumo à Rússia, o Brasil defrontou o Japão em Lille, na França. O técnico da seleção aproveitou para escalar alguns habituais reservas por forma a avaliar o seu possível contributo no futuro. O jogo começou da melhor forma para o Brasil, controlando os acontecimentos frente a um Japão com vontade de querer pressionar alto. Ao minuto 7 e após uma boa iniciativa de Fernandinho, o árbitro ficou com dúvidas, pediu revisão do VAR e apontou para a marca de pênalti. Neymar assumiu a cobrança e não falhou.

0-1 . Neymar, penalty (min. 7)

O Japão tentou responder de imediato, mas o remate de Osako se revelou inofensivo para Alisson. Poucos minutos mais tarde, novo pênalti para o Brasil, após derrube de Yamagushi sobre Gabriel Jesus. O contato não é forte, mas parece ser suficiente para marcar o pênalti. Desta vez, contudo, Neymar fez a sua corrida habitual, mas Kawashima voou e defendeu para escanteio. Após cobrança do escanteio, golaço de Marcelo! O lateral do Real Madrid aproveitou a sobra à entrada da área e soltou uma bomba de pé direito. Defende essa aí, Kawashima!

0-2 . Marcelo (min. 17)

O Japão tentou ter mais bola nos minutos seguintes, mas a seleção deu pouco espaço aos nipônicos. A canarinha foi tocando a bola, com calma e tranquilidade e o único momento de sobressalto surgiu ao minuto 28, com Yoshida a acertar no travessão após cobrança de uma falta. O Brasil chegaria ao terceiro à passagem do minuto 35, com uma bela jogada coletiva. A assistência é de Danilo, com Gabriel Jesus a não perdoar e a colocar em evidência todas as fragilidades da zaga japonesa.

0-3 . Gabriel Jesus (min. 35)

O primeiro tempo chegou ao fim com demasiado Brasil para tão pouco Japão. Os brasileiros bem que podem dançar de felicidade.

O segundo tempo começou com um Japão mais atrevido e com a estréia de Cássio com a “amarelinha”. O goleiro já havia sido chamado à seleção com Mano Menezes e Dunga, mas só agora somou a sua primeira partida com o Brasil.

A qualidade do futebol caiu um pouco no segundo tempo, com várias mexidas pelo meio. O Brasil não foi capaz de demonstrar a intensidade evidenciada na primeira metade da partida e acabou por sofrer um gol na cobrança de um escanteio. Makino, zagueiro dos Urawa Red Diamonds, saltou mais alto e reduziu para 1-3 ao minuto 63.

1-3 . Makino (min. 63)

O Japão ainda chegou a colocar a bola no fundo das redes brasileiras na sequência de uma falta, mas o atacante nipônico estava impedido. No entanto, a equipe brasileira tem de tomar atenção às situações de bola parada, uma vez que o Brasil parece muito permeável em lances pelo ar.

As várias mexidas no segundo tempo fizeram com que a qualidade da partida baixasse bastante. Todavia, o Brasil foi claramente superior a um Japão que tem de fazer melhor se quer deixar sua marca na Copa Mundial.

O próximo amistoso da equipe de Tite será jogado contra a Inglaterra, na próxima terça-feira, às 18h (de Brasília).