Onefootball
Onefootball

Crônica: Sem torcida no Engenhão, Cruzmaltino e Peixe fazem jogo morno e não saem do zero


Time carioca joga melhor no segundo tempo, mas para nas defesas de João Paulo, que substituiu Vanderlei

Em um jogo sem torcida, faltou também emoção e gols. Vasco e Santos ficaram no 0 a 0, no Engenhão, na tarde deste domingo, em partida válida pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro. Destaque para o goleiro santista João Paulo, que entrou com a difícil missão de substituir Vanderlei, e deu conta do recado, segurando o Cruzmaltino no segundo tempo.

Com o resultado, o Vasco mantém a oitava posição, com 20 pontos. Já o Santos permanece em terceiro lugar, com 24 pontos marcados. Na próxima rodada, o Cruzmaltino visita o São Paulo, enquanto o Peixe recebe a Chapecoense.

O jogo

Sem a torcida para empolgar, Vasco e Santos fizeram um primeiro tempo de muita disputa e poucas oportunidades no gol. O Peixe manteve maior posse de bola, procurou chegar pelo meio e pelos lados. Aos 28, Lucas Lima deu bom passe para Kayke, que bateu cruzado e Paulão conseguiu afastar. Já o Vasco também foi tímido no ataque e teve em cobrança de falta de Pikachu o seu lance mais perigoso, na marca dos 36. Antes do intervalo, os santistas assustaram em cabeçada de Bruno Henrique na rede pelo lado de fora.

Com o resultado, o Vasco mantém a oitava posição, com 20 pontos. Já o Santos permanece em terceiro lugar, com 24 pontos marcados. Na próxima rodada, o Cruzmaltino visita o São Paulo, enquanto o Peixe recebe a Chapecoense.

O jogo

Sem a torcida para empolgar, Vasco e Santos fizeram um primeiro tempo de muita disputa e poucas oportunidades no gol. O Peixe manteve maior posse de bola, procurou chegar pelo meio e pelos lados. Aos 28, Lucas Lima deu bom passe para Kayke, que bateu cruzado e Paulão conseguiu afastar. Já o Vasco também foi tímido no ataque e teve em cobrança de falta de Pikachu o seu lance mais perigoso, na marca dos 36. Antes do intervalo, os santistas assustaram em cabeçada de Bruno Henrique na rede pelo lado de fora.

O Vasco voltou para a etapa complementar com mais disposto, enquanto o Santos não escondeu a satisfação pelo empate. O Cruzmaltino dominou as ações do segundo tempo, mas parou nas boas defesas de João Paulo – substituto de Vanderlei. Primeiro, o goleiro espalmou chute perigoso de Thalles, aos 15. Depois, ele defendeu arremate de Nenê, na marca dos 33. No fim, o jogo ganhou emoção. Daniel Guedes fez falta, levou o segundo amarelo e o vermelho em seguida. Nenê, então, voltou a bater colocado, mas João Paulo garantiu a igualdade no Engenhão.