Onefootball
Marcos Monteiro

Com cadeiras em chamas, Sporting e Porto não saem do zero


Clássico acabou sem gols em Alvalade. Maior emoção ficou nas cadeiras, que pegaram fogo antes do início.

Sporting e Porto enfrentaram-se na tarde deste sábado (12), no Alvalade, em Lisboa. Em um jogo equilibrado e de poucas oportunidades, Sporting e FC Porto não saíram do zero.

Antes do ponta pé inicial, cadeiras das claques dos leões pegaram fogo, situação que assustou os presentes. Apesar da tensão do momento, as chamas foram rapidamente controladas.


Primeiro tempo

Na primeira parte, os que estiveram presente nas arquibancadas do Alvalade testemunharam um futebol de pouca criatividade. Com um início demasiado morno, a melhor chance do primeiro tempo apareceu no último minuto.

Pelo flanco esquerdo, Nani lançou Jefferson, que então serviu Bas Dost. O holandês rematou com perigo, mas à figura de Casillas.

Segundo tempo

A segunda parte correu feito a primeira, com poucas chances, porém certo perigo de lado a lado. No minuto 56 Corona cruzou à área, e a centímetros de balanças as redes Tiquinho Soares viu Renan desviar e evitar o golo dos Dragões.

O Sporting respondeu em seguida. Bruno Fernandes rematou à entrada da área, mas Casillas realizou boa defesa.

Com excessão do fogo nas cadeiras dos adeptos leoninos, o clássico teve poucas emoções e acabou em um justo 0 x 0.