Onefootball
Marcos Monteiro

Bahia vence Vasco em São Januário com golaço de Gilberto


Na manhã deste sábado (7), Vasco e Bahia se encontraram em São Januário, no Rio de Janeiro. Com dois gols no segundo tempo, primeiro com Nino Paraíba, depois com um golaço de Gilberto, os baianos passaram pelos cariocas.

Com os três pontos o time de Roger Machado segue com sua surpreendente campanha no Brasileirão. Agora o Bahia é o sexto colocado, com 30 pontos.

O Vasco, que perdeu a primeira com Luxemburgo em casa, segue sua luta contra o rebaixamento. A derrota deixou o Cruz-maltino na 15ª posição, com 20 pontos, podendo ser ultrapassado pelo Cruzeiro, que tem dois a menos.

Primeiro tempo

Nos primeiros 45 minutos, pouca emoção em São Januário. O Bahia começou melhor e levou perigo nas descidas de Élber e nas chegadas surpresa de Gregore.

O Vasco só conseguiu assustar o goleiro Douglas aos dez minutos. Após boa troca de passes, Pikachu apareceu entre os marcadores no meio da área e, de cabeça, mandou para fora.

Apesar do bom momento do Cruz-maltino na partida, o jogo seguiu sem grandes emoções. Sem conseguir a infiltração, o time de Luxemburgo passou a arriscar de fora da área, ficando sempre nas mãos do goleiro tricolor.

Segundo tempo

A etapa complementar foi diferente. A postura dos clubes mudou: ambos estavam arriscando mais e ciscando perto da área adversária.

A estratégia de Roger Machado funcionou melhor. Nino Paraíba ficou com a sobra na entrada da área e lançou o artilheiro Gilberto, que tentou o chute, mas parou no zagueiro.

O lateral não desistiu da jogada, ficou com o rebote e tocou na saída do goleiro para abrir o placar.

Com o placar negativo, o Vasco foi ao ataque. Abrindo espaços para o contra-ataque baiano, o time carioca sofreu com Gilberto.

Um dos artilheiros do Brasileirão, o camisa 9 do Bahia deixou a bola quicar após cobrança de lateral e marcou um golaço, pintando o segundo no placar.

Nos últimos minutos, o Vasco abriu mão da marcação. Mesmo com todo o espaço deixado pelo alvinegro, o Bahia não conseguiu ampliar.

As chegadas do time Luxemburgo se limitavam aos cruzamentos buscando por Ribamar, que pouco assustou.


Foto: André Fabiano/Código19/Estadão Conteúdo