Onefootball
Vitor Geron

👎 As 5️⃣ piores contratações da história do São Paulo


Não foram poucas as vezes em que o São Paulo errou a mão na hora de contratar reforços. Em alguns casos, gastou-se muito dinheiro com jogadores que renderam muito abaixo do esperado. Em outros, foi a qualidade do atleta que não permitiu uma vida longa no clube mesmo.

Por isso, o Onefootball resolveu listar abaixo cinco das piores contratações da história recente do São Paulo.

Gonzalo Carneiro

O São Paulo contratou o atacante uruguaio Gonzalo Carneiro por 800 mil dólares em 2018, mas o jogador tinha uma lesão crônica no púbis.

Após muitos meses em recuperação, ele começou a jogar aos poucos. Com poucos jogos e apenas um gol, ele foi suspenso após ser pego no exame antidoping com uma substância derivada da cocaína. Punido por dois anos, ele teve o contrato suspenso.


Maicosuel

O São Paulo contratou Maicosuel por R$ 3,5 milhões em 2017 para repor a perda de Luiz Araújo. Com 31 anos, o atacante chegou com um desequilíbrio muscular, se recuperou, mas nunca conseguiu se firmar. Com desempenho fraco e problemas extra-campo, foi emprestado para Grêmio e Paraná, onde pouco atuou. Em diversos momentos o São Paulo tentou rescindir com o jogador. O contrato termina em maio deste ano.


Ricardinho

imago images / Stellan Danielsson

Em 2002, o São Paulo contratou Ricardinho junto ao Corinthians no que foi a transferência mais cara do futebol brasileiro na época (cerca de R$ 6 milhões). Mas além do alto investimento e de não repetir o sucesso dos tempos do rival, Ricardinho deixou Tricolor sem conquistar títulos.

Pior que isso, a empresa responsável por financiar a contratação entrou com ação contra o São Paulo em processo que corre até hoje. O Tricolor terá de pagar uma dívida de R$ 30 milhões de forma parcelada para encerrar o processo.


Clemente Rodríguez

imago images / Fotoarena

Precisando de um lateral-esquerdo, o São Paulo contratou o veterano argentino Clemente Rodríguez em 2013, após ele deixar o Boca Juniors. Expulso na estreia, o jogador atuou três vezes pelo Tricolor.

O argentino passou 2014 inteiro sem jogar, apenas treinando. Com dificuldade para achar um clube para o jogador, o São Paulo manteve Clemente até o início de 2015, quando ele foi negociado com o Colón, para voltar à Argentina.


Saavedra

Nelson Saavedra é certamente a contratação mais misteriosa da história do São Paulo. O jovem chileno chegou ao Morumbi por empréstimo, em 2009. Sem jogar, ele renovou com o Tricolor, chegou a ser emprestado ao Atlético-GO, onde também não jogou.

Após quase um ano e meio vinculado ao São Paulo, ele jamais esteve à disposição no banco de reservas de uma partida oficial. Sem jogar no país, ele voltou ao Chile em 2011.


Foto: Alexandre Loureiro/Getty Images