Onefootball
Nathalia Araújo

Adilson apresenta problema cardíaco e se aposenta aos 32 anos


Adilson, volante do Atlético-MG, anunciou a sua aposentadoria na tarde desta sexta-feira (12). O atleta de 32 anos voltou a apresentar um problema cardíaco e vai se retirar do futebol.

O jogador estava afastado das atividades comandadas por Rodrigo Santana desde o início da semana. A justificativa oficial era que ele resolvia problemas pessoais. No entanto, a verdade é que a situação clínica o impede de seguir exercendo a profissão.

Em coletiva de imprensa, na Cidade do Galo, o jogador foi às lágrimas durante o pronunciamento, que contou com a presença dos jogadores do Galo. O diretor de futebol Rui Costa e os médicos Rodrigo Lasmar e Harolo Aleixo explicaram a situação.

“Fizemos uma avaliação agora no meio do ano, na intertemporada, que caracterizou e identificou uma cardiomiopatia, uma doença cardíaca que o impede de seguir como atleta profissional de futebol.”

“A partir do momento que se estabeleceu, nossos primeiros cuidados foi discutir com o próprio médico pessoal do atleta e também com uma terceira pessoa, um terceiro profissional, para ouvir a opinião, discutir sobre o diagnóstico e a conduta que deveria ser tomada. Houve uma unanimidade sobre a conduta, que decidiu por abreviar, do ponto de vista da continuidade, a carreira do Adilson como atleta de futebol”, disse Aleixo.


Após o anúncio público do diagnóstico, Adilson agradeceu ao apoio de amigos e familiares, além de informar que vai continuar trabalhando no Galo.

“Eu não preparei nada em especial, eu vim aqui só agradecer por todo o apoio, todo o suporte do departamento médico do Atlético, diretoria e presidente. Agradecer à rapaziada que está aqui. É isso que me fortalece. Já que estou nessa condição, é isso que eu gostaria de receber, então eu realmente agradeço a todos vocês por tudo que vocês têm feito, não só por esse momento, por tudo que passamos nos últimos anos.”

“Só tenho a agradecer, até então aqui tem sido tudo maravilhoso na minha vida pessoal e esportiva. Minha filha vai nascer dia 22. Tenho muitos motivos pra seguir, pra ser feliz. Então eu queria só fazer um pedido a todos vocês, principalmente da imprensa, que respeitassem esse momento que eu estou vivendo e tivessem todo o cuidado no momento de tratar dessa situação. Eu achei que ia ser mais fácil, que eu ia chegar aqui e ia ser mais fácil falar alguma coisa.”

“A vida vai seguir, com minha filha chegando, vou estar aqui junto dessa rapaziada, que tenho como irmãos. Acredito muito neles, eles ainda são a última chance que eu tenho de ganhar um troféu grande. Ainda tenho essa chance, acredito muito neles. Vou estar aqui nesse processo, ganhando ou perdendo, vou estar junto deles. A todos vocês, muito obrigado por tudo”, finalizou o volante.


📸: Rafael Araújo