Onefootball
André Gonçalves

“A maioria dos jogadores chorou quando me vim embora”


De regresso Arábia Saudita para participar no projecto de construção de uma nova academia de futebol subsidiada pelo Ministério dos Desportos, Jorge Jesus recordou o momento em que abandonou o Al Hilal.

O técnico português referiu que sempre sentiu muita admiração e respeito por parte dos jogadores, acrescentando ainda que, quando anunciou a sua saída, muitos atletas não conseguiram controlar as emoções: “No dia do meu último treino, nem eu nem os outros membros da equipa sabíamos da saída. E quando a administração me disse, pediu para não dizer aos jogadores. E eu continuei a treinar. No fim do treino, juntei os jogadores, disse-lhes e a maioria deles chorou”.

Jesus adiantou ainda que tem recebido “muitas propostas de clubes europeus”, mas que “prefere começar um novo projecto no início e não a meio da época”.


Este artigo foi escrito em português de Portugal